Mobilidade Urbana Sustentável na próxima gestão municipal: estamos quase lá

Nas últimas semanas, os articuladores da campanha #D1Passo atenderam a uma agenda intensiva e importantíssima: estiveram em encontros e reuniões com quase todos os candidatos e candidatas à prefeitura de Belo Horizonte e suas assessorias, levando o Programa de Governo de mobilidade urbana da campanha e cobrando, por parte das candidaturas, a adesão às nossas propostas.
,
De todos os que desejam governar a cidade pelos próximos quatro anos, apenas Eros Biondini, do PROS, não se manifestou sobre a nossa proposta, nem arrumou um tempo em sua agenda para nos receber e tampouco nos respondeu. De resto, o nosso cálculo de que, no período eleitoral, os políticos estariam mais receptivos para ouvir as nossas propostas e com elas se comprometerem, mostrou-se acertada.

Se alguns candidatos se mostraram particularmente indiferentes ou arredios às nossas propostas, suas assessorias sempre foram rápidas em reconhecer a importância de nossas demandas, fazendo com que, no momento seguinte, a candidatura se mostrasse mais aberta a ouvir os nossos argumentos.

Já fomos mencionados publicamente pelas candidaturas de Maria da Consolação Rocha (PSOL), Reginaldo Lopes (PT), Sargento Rodrigues (PDT), Rodrigo Pacheco (PMDB), Luiz Tibé (PT do B) e Marcelo Álvaro Antônio (PR) e alguns deles já estão incorporando nossas propostas em seus Programas de Governo. Com esses resultados, entendemos que estamos contribuindo, de forma considerável, para que a discussão pública sobre Mobilidade Urbana Sustentável se publicize e ganhe corpo na seara da política institucional.

Há, porém, vários passos a serem dados e alguns obstáculos a superar nos próximos 15 dias.

O primeiro deles tem a ver com uma característica dessas eleições municipais, que a torna bem diferente das anteriores: a campanha é mais curta e existe menos dinheiro envolvido, o que acabou fazendo com que muita gente acabasse não se envolvendo tanto quanto nas outras eleições. A isso se soma uma certa rejeição geral à política e aos seus representantes, que acaba torna a população mais alheia, menos engajada no processo eleitoral do que nos períodos anteriores.

A gente, da campanha #D1Passo, entende o seu desânimo, mas acha que o caminho para mudar as coisas para melhor passa pelo ativismo, pela cobrança, pelo debate, pela sua participação nos processos políticos.

Você, que nos lê, sabe da importância e da transversalidade da pauta da Mobilidade Urbana Sustentável, que defendemos. Lutamos por uma cidade viva, que se movimenta, que flui; por uma cidade mais inclusiva, mais limpa, com menos colisões, feridos e mortos de trânsito e com vitalidade econômica; por uma cidade com mais acesso aos bens culturais e áreas de lazer; por uma cidade que, longe de se transformar em um peso ou um ônus para seus moradores, se torne em um lugar de acolhida, de convivência, mais humano e seguro para todos.

Embora a via institucional não seja o único campo de batalha possível para que lutemos por melhorias, consideramos importante levar as nossas demandas para os candidatos e levá-los a assumir compromissos, para que possamos cobrar, fiscalizar e monitorar sua aplicação em um momento posterior.

Pedimos a todos vocês que se juntem a nossa campanha, divulgando nosso site, nossos materiais de campanha, debatendo nos seus espaços de atuação a importância dos nossos eixos e nos ajudando a pressionar os candidatos para que assumam o compromisso público de adotar o nosso programa.

Acesse o nosso material no link: https://drive.google.com/drive/folders/0B1LzhkQWFaicaE5VdEhCSmJQa2s

Falta pouco para que a gente #D1Passo na direção de uma Belo Horizonte melhor. Junte-se a nós!

,